Menu
+55 21 968 718 933
  • EN EN
  • NL NL
  • PT PT
  • ES ES
  • FR FR
  • EN EN
  • NL NL
  • PT PT
  • ES ES
  • FR FR

Andar de bicicleta é uma aventura



Andar de bicicleta no Rio de Janeiro é sempre uma aventura, especialmente para os visitantes de primeira viagem. Antes de começar um passeio de bicicleta no Rio, nós falamos sempre para nossos participantes que o ciclista – juntamente com o pedestre – se encontra na parte inferior da hierarquia do tráfego. Mesmo usando, na maioria das vezes, ciclovias durante nossas viagens, você deve sempre ficar alerta. Quase nenhum motorista dá lugar a outros tipos de meio de transporte, mesmo devendo. É tudo uma questão de sobrevivência do mais apto.



Andar de bicicleta no Rio ainda é uma subcultura. Claro, você vê as pessoas de cruzeiro em suas bicicletas ao longo da praia, mas como um meio de transporte a bicicleta dificilmente é tomada como uma opção séria. Os veículos de quatro rodas são quem manda. No entanto, os dedicados ativistas da bicicleta estão tentando mudar essa situação. Um dos pioneiros neste campo é Zé Lobo (51), morador de Copacabana e fundador da ONG Transporte Ativo. 

,,Até 1998, a bicicleta foi qualificada pela lei brasileira como um brinquedo", explica o Zé.  ,,Só depois é que a bicicleta foi reconhecida como um meio de transporte." Mas isso foi apenas um pequeno passo em frente. Graças aos pesados impostos, as bicicletas no Brasil são das mais caras do mundo. Zé: ,,Os impostos são mais altos do que os impostos sobre os carros. Você vê que ainda há uma grande campanha a ser feita no Brasil. No Rio de Janeiro a cada 7 minutos um novo carro entra na rua."

Desde 2003 Zé Lobo foi muito ativo no envio de faxes e e-mails para o município do Rio, para promover o uso de bicicletas e apontar problemas. Hoje em dia a sua organização é um parceiro sério das autoridades locais quando se trata de política de ciclismo para a cidade.

 A primeira geração de ciclovias no Rio de Janeiro data de 1992, quando a construção de 150 quilômetros de ciclovias foi realizada. Hoje a cidade tem cerca de 300 quilômetros de ciclovias. Outros 150 quilômetros de ciclovias estarão prontas em 2016, ano dos Jogos Olímpicos que serão realizados no Rio de Janeiro.


Durante o nosso passeio de bicicleta Urbano pedalamos pelo bairro Botafogo, onde na década de noventa um certo número de ciclovias foi construído nas calçadas. Elas, às vezes, são quase irreconhecíveis e parecem acabar de repente.  Zé: ,,Você vê, os políticos não querem criar ciclovias em detrimento de espaços para estacionamento e estradas. Por isso, eles lançaram as faixas em cima das calçadas. Isso mostra a sua maneira de pensar em relação ao andar de bicicleta."

Para fortalecer o lobby da bicicleta, a sua ONG reúne dados sobre o ciclismo na cidade, na esperança de convencer as autoridades locais, usando fatos sobre a importância da bicicleta como meio de transporte.

Um exemplo: em Copacabana há 372 lojas que oferecem serviços de entrega em bicicleta. Mais de 700 ciclistas cuidam de um total de 11.500 pedidos por dia. Por que não fazer esse bairro mais amigável para o ciclista, você pensaria.

No centro do Rio, o centro financeiro e das muitas sedes de empresas multinacionais, 50 por cento dos ciclistas estão usando suas bicicletas como instrumento do trabalho, para entregar documentos e outros itens.  ,,A bicicleta é muito usada pelos escritórios no centro, embora o lugar em si não seja amigo da bicicleta. Se o município criasse condições, o uso da bicicleta aumentaria substancialmente nesta parte da cidade. Haveria menos engarrafamentos."

Há planos para conectar a Zona Sul, a parte sul afluente da cidade, com o centro do Rio, através de uma ciclovia. O próximo passo será expandir as ciclovias para a área do porto, que está sendo reformado. A área portuária terá 17 quilômetros de ciclovias . Zé diz: ,, As autoridades querem ligar os diferentes bairros da cidade por ciclovias. Assim, você seria capaz de ir a qualquer lugar de bicicleta. Isso seria o ideal. "

Newsletter

JOIN US NOW!

Sign up to our monthly newsletter for updates, travel tips and inspiration.